Continua após a publicidade.
ad

Se você é pai ou mãe de pet, sobretudo de gato, está familiarizado (a) com o comportamento, no mínimo curioso, que eles têm de amassar. Sim, você já presenciou a seguinte cena: seu gato massageando um objeto – ou até mesmo você – com as patas dianteiras, que se estendem e retraem uma de cada vez e de forma rítmica! Pois bem, essa “prática” é o que popularmente chamam de “amassar pãozinho” ou “fazer biscoitos”; as definições são muitas e igualmente criativas. Mas por que os gatos amassam?

Especialistas responderam a essa pergunta e, para a alegria dos gateiros, a resposta é positiva – e muito fofa – dando uma melhor compreensão sobre a linguagem desses queridos.

Continua após a publicidade..
ad

Por que os gatos amassam? Contexto evolutivo

Quando partirmos para o contexto evolutivo do amassamento que os gatos fazem, entendemos que esse é um comportamento que começa quando eles ainda são filhotes. Isso porque amassar está diretamente ligado ao ato de se alimentar, de sugar.

Desse modo, os gatinhos amassam suas mães enquanto mamam, o que ajuda a liberar um hormônio chamado ocitocina. Esse hormônio ajuda a mãe a produzir mais leite para alimentar os filhotes. Isso é importante para o crescimento saudável dos gatinhos.

Além disso, quando os gatos amassam, eles liberam um cheiro especial de suas patas. Esse cheiro é chamado de feromônio e é uma forma de comunicação para eles. Os gatinhos usam isso para se conectar com suas mães e transmitir mensagens sobre como se sentem. É uma espécie de “conversa” secreta entre eles.

Continua após a publicidade..
ad

Um desses feromônios é conhecido como “feromônio apaziguador de gatos”. Ele é liberado quando os gatinhos amassam perto das glândulas mamárias da mãe. Esse feromônio ajuda a criar um ambiente calmo e seguro para os gatinhos.

Assim sendo, Leticia Fanucchi, cientista de comportamento animal da Universidade Estadual de Oklahoma, resume o contexto evolutivo e a causa do amassamento: “A forma como o comportamento começa é: eles amassam as glândulas mamárias da mãe para realmente sugar o leite […] O amassamento do gatinho estimula o fluxo de leite e também pode liberar oxitocina, um hormônio de vínculo social, na mãe.”

Comportamento em gatos adultos

Amassar começa na “infância” do gato, ok! Não é sequer algo que os gatos precisem aprender, eles fazem naturalmente. Mas o que significa quando um gato adulto, já desenvolvido plenamente, tem esse mesmo comportamento?

Kristyn Vitale, especialista em comportamento animal aplicado certificada na Unity Environmental University, explica que “É possível que alguns desses comportamentos juvenis que vemos, que costumavam ser direcionados à mãe, agora sejam direcionados ao dono […] Os gatos amassam as pessoas preferidas da casa ou sua pessoa favorita, então amassar também pode ser aquele comportamento social e afiliativo que pode ajudar a construir um vínculo.”

Publicidade
ad

Essa herança – muito fofa, por sinal – tem um nome: chama-se neotenia, quando um animal mantém suas características físicas ou comportamentais juvenis na idade adulta.

Fanucchi explica ainda que o amassamento tem benefícios físicos para os gatos, pois alonga os músculos de um gato e ativa glândulas odoríferas em suas patas, o que pode ser uma forma amigável de o animal reivindicar seu lugar favorito para dormir ou para humanos.

Tradução do comportamento

Numa tradução humana, o amassamento é uma demonstração de conforto, felicidade, amor e carinho. Ou seja, o pacote completo – comemore se o seu gato já amassou pãozinho em você, significa que ele te acha a pessoa mais bacana e sim, ele te adotou como pessoa preferida!

Vale salientar, porém, que se esse amassamento causar danos físicos no gato e for excessivo, pode indicar que o pet está sentindo dor ou estressado, então é preciso procurar um veterinário.

Jamais repreenda

Evidentemente, as unhas do gato podem machucar a pele durante o amassamento. Contudo, os especialistas alertam para nunca repreender o gato durante, pois esse comportamento é inato e está ligado às associações positivas do seu peludo. Alternativas interessantes podem ser manter as garrinhas do seu gato curtas e usar um cobertor mais grosso para se cobrir.

Mas se você leu até aqui e está achando que o seu gato não te ama e não está feliz, não se preocupe! Alguns gatos não amassam quando são adultos. Vitale explica que “Isso não significa que ele não tenha vínculo com você. Provavelmente existem outros comportamentos afiliativos em que eles estão envolvidos, como ronronar, esfregar-se em você ou até mesmo sentar ao seu lado.”