Continua após a publicidade.
ad

Pesquisadores descobriram que pessoas são capazes de distinguir os chamados de galinhas ansiosas ou frustradas, o que pode ser um sinalizador importante para a melhoria do bem-estar das aves em granjas.

Um estudo conduzido com cerca de 200 voluntários revelou que 69% deles conseguiam diferenciar quando as galinhas estavam animadas por um petisco que estava por vir e quando estavam aborrecidas pela ausência do mesmo.

Continua após a publicidade..

Joerg Henning, professor de epidemiologia veterinária na Universidade de Queensland, ressalta que até mesmo indivíduos sem experiência prévia na criação de galinhas são capazes de identificar o estado emocional dessas aves. Isso aponta para a existência de um terreno emocional comum entre muitos animais que se expressam por meio de vocalizações. Essa habilidade de reconhecimento poderia ser utilizada para monitorar acusticamente rebanhos de galinhas, empregando inteligência artificial para avaliar o humor no galinheiro e alertando produtores quando as galinhas não estiverem satisfeitas.

Continua após a publicidade..

O monitoramento acústico utilizando inteligência artificial demonstra ser uma forma prática e econômica para avaliar o bem-estar das galinhas, segundo Henning. De fato, ele propõe a ideia de que este método poderia ser uma ferramenta valiosa para a indústria de produção de frangos comerciais. Em The Descent of Man, Charles Darwin já especulava sobre a possibilidade de os animais expressarem suas emoções vocalmente, o que gerou a hipótese de que diversas espécies possam ter um sistema de sinalização emocional vocal compartilhado.

Durante o estudo, os pesquisadores apresentaram diversas gravações de galinhas que foram treinadas para associar sons distintos com o conteúdo de uma tigela escondida atrás de uma porta. Dependendo do estímulo, as galinhas emitiam uma variedade de vocalizações, como ‘clucks’ rápidos e agudos quando esperavam um tratamento. E um ‘gakel calls’ que são chamados mais longos e lamentáveis, quando desapontadas.

Publicidade

As descobertas apresentadas pelo estudo, publicado pela Royal Society Open Science, apoiam pesquisas recentes que sugerem que humanos ao redor do mundo podem interpretar as emoções em chamados de uma grande variedade de animais. Os resultados fortalecem a teoria de que vertebrados terrestres possam compartilhar um sistema de sinalização vocal emocional.

Essa linha de pesquisa, se validada por investigações adicionais, poderia integrar o monitoramento dos chamados das galinhas nas avaliações de bem-estar animal, o que seria especialmente valioso em fazendas com milhares de aves. Entretanto, pequenos produtores também poderiam se beneficiar ao entender que sua percepção dos chamados das galinhas tem grande probabilidade de estar correta.