Quais são as habilidades de enfrentamento?

Continua após a publicidade.
ad

Num mundo cada vez mais complexo, em mudança e incerto, será de grande ajuda ter boas capacidades de resposta. No artigo a seguir damos a você os segredos para alcançá-lo no dia a dia.

Resolver problemas, regular emoções, gerir o stress, promover o autocontrolo… As principais técnicas para desenvolver habilidades de enfrentamento permitirão que você navegue melhor nas dificuldades do dia a dia. Esta é uma habilidade altamente valiosa que o ajudará a agir de forma eficaz em uma sociedade cada vez mais exigente.

Vale lembrar que adquirir ferramentas psicológicas é uma boa forma de mitigar a ansiedade, mesmo quando essa aquisição é uma atividade que exige tempo e esforço. Depois de automatizar esses aprendizados, você enfrentará qualquer desafio associado ao seu trabalho, aos seus relacionamentos pessoais ou ao seu processo de autorrealização. Nesta leitura oferecemos as chaves necessárias.

Uma das habilidades de enfrentamento mais importantes é focar na distância. Graças a ela conseguimos nos afastar daquilo que nos angustia para aplicar uma visão mais objetiva e racional.

Habilidades de enfrentamento definem o conjunto de técnicas ou estratégias que uma pessoa tem à sua disposição para gerenciar os estressores de sua vida e dar sentido a cada experiência. Esses recursos vão desde abordagens mentais até determinados comportamentos que medeiam tanto o bem-estar quanto a adaptação.

Para entender um pouco sua abrangência, podemos pensar na pandemia da COVID-19, momento em que a população em geral precisou colocar em prática essas técnicas.

Continua após a publicidade..

Em uma pesquisa publicada SAGE aberto destaca como os mecanismos de enfrentamento otimistas e seguros durante a pandemia Reduziram o desenvolvimento de transtornos de ansiedade e depressão em uma parte da população. Estamos, portanto, diante de abordagens de grande valor.

Além disso algo que enfatizam neste trabalho é que diante das constantes mudanças econômicas sociais e ambientais que não estão sob nosso controle É essencial ter esse conjunto de habilidades. Graças a eles cuidaremos melhor da nossa saúde mental. Vamos nos aprofundar um pouco mais nessa dimensão.

Quais são as estratégias de enfrentamento mais importantes?

Ao aplicar técnicas para desenvolver habilidades de enfrentamento, primeiro você precisa saber em que consistem. Todos eles têm como objetivo nos dotar de competências em alguma área do bem-estar psicológico. Iremos detalhá-los para você imediatamente:

  • Habilidades focadas em significados: Com esse estilo de enfrentamento, você é capaz de processar e dar sentido às situações para compreendê-las e resolvê-las muito melhor.
  • Habilidades focadas no problema: Por meio deles, você enfrenta qualquer tipo de desafio ou encruzilhada de forma mais eficaz. Você aprenderá a tomar decisões, planejar, analisar situações, etc.
  • Habilidades focadas na emoção: O objetivo deles é ajudá-lo a compreender e regular suas emoções. Eles são um conjunto de ferramentas que facilitam o melhor gerenciamento dos estressores do dia a dia.
  • Habilidades de distanciamento e racionalização: Muitas vezes, quando a adversidade o atinge, você se concentra apenas nos problemas e nas emoções difíceis que eles despertam em você. Distanciar-se um pouco e racionalizar a situação permite ter uma perspectiva mais clara. Além disso, ajuda retirar-se momentaneamente para pensar em possíveis soluções.

Todos nós reagimos à adversidade através de uma série de estilos automáticos de enfrentamento que podem ser benéficos ou, pelo contrário, contraproducentes. A boa notícia é que é possível melhorar e desenvolver novos.

Qual é a diferença entre habilidades de enfrentamento e estratégias de enfrentamento?

Há um fato interessante. Cada um de nós aplica automaticamente uma série de mecanismos de enfrentamento, Ou seja, fazemos isso por instinto. Isto porque, como nos explica num trabalho publicado pela Ciências Biológicas, Existe uma base neurobiológica nesses processos que precisa ser melhor compreendida.

A boa notícia é que essas estratégias podem ser aprendidas e melhoradas. Desta forma, a estratégia de enfrentamento exige sempre um esforço para realizá-la, ao mesmo tempo que A habilidade surge quando automatizamos esse aprendizado e o executamos naturalmente.

Continua após a publicidade..

Esse é o nosso objetivo, que estas dimensões do bem-estar sejam integradas no nosso universo mental de forma profunda e significativa, sem envolver o maior esforço.

Técnicas para desenvolver habilidades de enfrentamento

Suas habilidades de enfrentamento podem ser inadequadas e inúteis no momento. Um exemplo disso é não conseguir regular o estresse e não saber lidar com os problemas do dia a dia. É verdade que, às vezes, a vida se torna um nó e na falta destas ferramentas valiosas o horizonte torna-se ainda mais complicado. No entanto, não se preocupe, a mudança é possível.

Todos nós podemos aprender técnicas para desenvolver habilidades de enfrentamento. Além disso, um trabalho publicado pela Fronteiras em Psicologia destaca que esses recursos são parte essencial do sistema imunológico psicológico, o que nos leva a uma adaptação bem-sucedida em nossos ambientes sociais.

Portanto, recomendamos que você coloque em prática os segredos que oferecemos a seguir, para enfrentar de forma mais eficaz os cenários adversos.

1. Esclareça seus pontos fracos

Ao desenvolver habilidades de enfrentamento, você deve primeiro tomar consciência de quais áreas lhe trazem mais sofrimento. Saber quais habilidades você precisa permitirá que você trabalhe nelas para se tornar uma pessoa mais decidida no nível psicológico. Você pode desenvolver uma lista de perguntas como a seguinte:

  • Costumo lidar bem com o estresse?
  • É difícil para mim regular minhas emoções?
  • Eu me bloqueio de qualquer problema?
  • Sou muito impulsivo quando se trata de decidir?
  • Tenho tendência a pensar o pior quando algo dá errado?
  • Deixo que outros resolvam meus problemas?
  • Acho difícil entender as coisas quando as coisas dão errado?

Se você respondeu positivamente a cinco dessas perguntas, trabalhe e aprimore todas as estratégias de enfrentamento delineadas antecipadamente.

2. Treine-se em estratégias de enfrentamento

Depois de tomar consciência de que deve melhorar suas estratégias de enfrentamento, é hora de obter informações sobre elas. Eduque-se, procure livros, vídeos ou não hesite em se inscrever em cursos relacionados ao tema.

Publicidade

Não obstante, Tenha em mente que não basta ler e entender em que consistem essas habilidades, pois para estabelecê-las é necessário realizar mais processos, como aqueles que detalharemos nas seções a seguir.

3. Treinamento de auto-reforço

O auto-reforço é a estratégia que permite integrar novas aprendizagens de forma significativa e duradoura. Graças a esta dimensão, você poderá, aos poucos, desenvolver habilidades de enfrentamento mais adaptativas e eficazes. Descrevemos como praticá-lo:

  • Cada vez que você concluir uma tarefa vinculada a uma habilidade de enfrentamento, recompense-se.
  • Se você falhar em algum ponto ou quebrar, não há penalidades. Entenda que aprender é um processo.
  • Repita autoafirmações positivas para si mesmo, como: “Sou capaz de administrar melhor minhas emoções”, “Não vou me bloquear desse problema”, etc.

4. Aplique as habilidades nas situações mais simples

Não espere para desenvolver suas habilidades de enfrentamento quando surgirem grandes adversidades. São nos pequenos desafios do dia a dia que nos tornamos fortes. Portanto, lembre-se que essas estratégias devem apoiar qualquer área da sua vida. Para que este processo apresente os melhores resultados, tenha em mente as seguintes informações:

  • Mantenha um diário e escreva nele como você aplica essas estratégias e como melhorá-las.
  • Tornar esses recursos comuns, normalizá-los e integrá-los em qualquer circunstância.
  • As habilidades de enfrentamento serão úteis em aspectos como uma discussão com seu parceiro, um erro cometido no trabalho, uma consulta médica, uma exposição pública, etc.

Ao desenvolver suas habilidades de enfrentamento nas situações mais simples, será mais fácil enfrentar os momentos mais difíceis.

5. Observe e detecte boas e más habilidades de enfrentamento nos outros

Todas as pessoas aplicam suas próprias habilidades de enfrentamento; alguns mais saudáveis ​​e outros mais desadaptativos. Será muito útil olhar para o seu ambiente e detectar, observar e analisar quais mecanismos outros usam. Volte-se para questões como as que apresentamos a seguir:

  • Você acha que seu parceiro tem habilidade nesse assunto?
  • Sua família usa boas habilidades de enfrentamento?
  • Você tem um amigo que te inspira nessa área e com quem você pode aprender?

6. Detecte os estressores e prepare-se para enfrentá-los

Uma ótima maneira de desenvolver habilidades de enfrentamento é planejá-las. Olhe para o seu horizonte próximo e pense no que o futuro próximo lhe trará. Você tem um exame chegando? Seu relacionamento com seu parceiro não está indo bem? Você está pensando em mudar de emprego?

Antes de mais nada é preciso estar preparado, para isso será útil descrever quais estratégias você deve colocar em prática. (resolução de problemas, regulação de emoções, descoberta de novos significados vitais…).

7. Avaliação dos esforços de enfrentamento realizados

Seu objetivo deve ser automatizar esses recursos e transformá-los em habilidades naturais. No entanto, eles custarão algum esforço e isso é normal. Para avançar neste valioso aprendizado é necessário que você monitore e avalie seu progresso. Estas perguntas simples lhe oferecerão informações valiosas para crescer e modificar o que está falhando.

  • Lidei adequadamente com meus problemas nos últimos dias?
  • Tenho me sentido competente?
  • Em que área devo melhorar?

Desenvolver habilidades de enfrentamento é fundamental para prevenir transtornos mentais

Uma pessoa competente em técnicas de enfrentamento é alguém que apresenta menor risco de estresse, ansiedade ou depressão. Esses mecanismos psicológicos amortecem o sofrimento diário e são elementos nucleares da psicoterapia. Graças a eles é possível sufocar aquelas emoções que nos desregulam e às vezes nos fazem cair em comportamentos autodestrutivos.

Não duvides, Dê o passo e comece hoje mesmo nesta prática saudável, catártica e curativa. isso pode mudar sua vida completamente.

Graduado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas e apaixonado por tecnologia, atualmente trabalho com projetos web e tenho orgulho de ser o idealizador do site Solte a Palavra.