Continua após a publicidade.
ad

Em se tratando de tecnologia avançada e inovação, o Japão é um dos países que mais se destaca. Seu investimento em educação de qualidade, resposta a desafios tecnológicos e P&D (Investimento em Pesquisa e Desenvolvimento) tornam-o uma nação que é referência em progresso tecnológico e científico. Tendo isso em vista, em 2019 o país iniciou os testes do Alfa-X, considerado o trem-bala mais rápido do mundo que deve entrar em serviço em 2030.

Trem-bala Alfa-X e seu alto desempenho

Evidentemente, o alto desempenho do Alfa-X (sigla para Advanced Labs for Frontline Activity in rail eXperimentation), o trem-bala mais rápido do mundo feito no Japão, deve-se à sua estrutura com características aerodinâmicas e a tecnologia envolvida em todo o processo da sua construção e funcionamento.

Desse modo, a nova versão do Shinkansen está pronta para alcançar incríveis velocidades de até 400 km/h. A JR East, empresa ferroviária responsável, planeja inicialmente operá-lo a 360 km/h.

Continua após a publicidade..

Com isso, ele se tornaria o trem-bala mais rápido do mundo, superando o Fuxing Hao da China, que atualmente opera 10 km/h mais devagar. Vale destacar que ambos os trens têm a mesma velocidade máxima, porém o Shinkansen teria uma vantagem confortável.

Utilização de IA – e outras inovações tecnológicas – na próxima geração do Shinkansen

Os trens de última geração como o Alfa-X estão incorporando tecnologias de ponta, tais como Internet das Coisas (IoT), big data, inteligência artificial (IA) e outras, para introduzir conceitos inovadores em seu desenvolvimento.

Dotado dessas novas tecnologias, o Alfa-X apresenta uma característica essencial: um nariz extremamente longo que se estende por 72 pés, projetado especificamente para reduzir a pressão e minimizar o ruído enquanto atravessa túneis.

Continua após a publicidade..

Para garantir uma operação segura e eficiente, o Alfa-X é equipado com freios a ar montados no teto, juntamente com o uso de placas magnéticas próximas aos trilhos para auxiliar na desaceleração, além dos freios convencionais.

Além disso, o trem contará com amortecedores e suspensão pneumática para manter uma condução estável, especialmente durante curvas, visando preservar o equilíbrio e o conforto dos passageiros ao longo de sua jornada.

Essas inovações tecnológicas não apenas prometem uma experiência de viagem mais suave e segura, mas também refletem o contínuo avanço no desenvolvimento de trens de alta velocidade.

Sensores de vibração

Alfa-X por dentro. Imagem: Divulgação / Companhia Ferroviária do Leste do Japão

Além das características já mencionadas, o trem-bala também está equipado com sensores de vibração de alta tecnologia e sensores de temperatura avançados, entre outras tecnologias adicionais.

Destaca-se ainda a presença de equipamentos especializados projetados especificamente para minimizar os impactos de possíveis tremores de terremotos, demonstrando um compromisso com a segurança e a resiliência em situações adversas bastante comuns no local.

Publicidade

O Alfa-X é desenvolvido com base na plataforma E5 da JR, uma plataforma que já demonstrou sua eficácia e confiabilidade operando em rotas principais por todo o Japão.

A base sólida proporciona uma infraestrutura confiável para a integração de novas tecnologias e recursos, garantindo não apenas um desempenho excepcional, mas também uma transição suave e eficiente para as operações de alta velocidade do Alfa-X.

Testes de velocidade e segurança

O trem apresenta uma linha verde clara ao longo de sua carroceria prateada, a qual foi submetida a testes rigorosos ao longo da linha entre as cidades de Sendai e Shin-Aomori, situadas aproximadamente a 280 quilômetros de distância na linha Tohoku, ao norte do Japão. Segundo relatórios da CNN, esses testes se estenderam por um período de três anos.

Durante o período de testes, o foco principal foi direcionado aos aspectos técnicos relacionados à velocidade e segurança do trem Alfa-X, composto por 10 carros elétricos. Estes carros foram fabricados por empresas renomadas como Kawasaki Heavy Industries e Hitachi, garantindo padrões altos de qualidade.

Ao impulsionar ainda mais o serviço ferroviário de alta velocidade, que já desfruta de renome mundial, o Alfa-X marca um passo significativo em direção ao futuro do Shinkansen.

Em comunicado, a JR East, afirma que “O desenvolvimento da próxima geração do Shinkansen é baseado nos conceitos-chave de desempenho superior, alto nível de conforto, ambiente operacional superior e manutenção inovadora.”

Graduado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas e apaixonado por tecnologia, atualmente trabalho com projetos web e tenho orgulho de ser o idealizador do site Solte a Palavra.