Continua após a publicidade.
ad

Ao anoitecer, as hortas e jardins se tornam se transformam em um centro animado para criaturas noturnas. Pequenos, mas poderosos, alguns insetos mastigam metodicamente a folhagem, deixando para trás um rastro de folhas perfuradas. As lagartas e as lesmas, embora pequenas, são reincidentes nesse banquete noturno, ambas capazes de devastar substancialmente a vegetação em poucas horas.

As criaturas maiores também não devem ser subestimadas. As ratazanas, fazem suas próprias travessuras, danificando significativamente as plantas e as raízes.

Continua após a publicidade..

Mas quais destas criaturas pode estar destruindo as minhas plantas?

Ratos e camundongos

Imagem: Pixabay

Os ratos se dedicam à coleta noturna de alimentos, muitas vezes mordiscando os sistemas de suporte fibroso das plantas. Eles às vezes roem raízes, caules, frutos e folhas de plantas durante a noite. E também podem cavar nos vasos e sementeiras para comer sementes recém plantadas. Se suas sementes estão sumindo no meio da noite, esses certamentes são os culpados. 

Procure por pegadas, fezes, tocas ou plantas derrubadas como sinais de sua presença. Além de destruir suas plantas e roubar sementes, os ratos são vetores de doeças.

Continua após a publicidade..

Colocar armadilhas para ratos em locais estratégicos ao redor da horta pode ajudar a controlar a situação. Verifique e reabasteça as armadilhas regularmente. Mantenha o espaço ao redor da hora e jardim sempre limpo e live de entulhos. Algumas ervas de cheiro forte como alecrim, lavanda e hortelã-pimenta podem afastar os ratos, que possuem ofato muito aguçado. Tenha elas por perto.

Lagartas

Imagem: Pavan Prasad / Pixabay

Muitas lagartas fazem do período noturno seu principal horário de refeição, mastigando silenciosamente a folhagem das plantas. Esses comedores noturnos geralmente se refugiam na parte inferior das folhas, evitando a detecção durante o dia. Procure as lagartas ou pequenos ovinhos embaixo das folhas e remova-os. Você também pode utilizar misturas organicas que repelem estes insetos como folhas de fumo ou óleo de neem diluídas na água e borrifadas nas plantas.

Besouros e percevejos

Imagem: Jürgen / Pixabay

Alguns insetos os besouros e percevejos se alimentam à noite. Verifique a parte inferior das folhas por ovos ou insetos pequenos. Folhas mastigadas ou furadas são sinais de danos por besouros. Folhas secando e caules amarelados também pode ser um sinal de percevejos que costumam sugar a seiva das plantas causando doenças. Uma solução eficaz contra percevejos é o sabão diluído na água, borrife-os nos insetos sempre que os vir em suas plantas.

Publicidade

Pássaros

Imagem: Jair Moreira Fotografia

Algumas aves como corujas e graúnas podem comer sementes, brotações ou frutos à noite. Verifique se há penas ou fezes de aves perto de plantas danificadas. Além disso aves de comportamento diurno, como aracuãs e pardais também podem estar comendo folhas da sua horta logo ao nascer do sol. Experimente usar um espantá-lho.

Lesmas e caracóis

Imagem: Michel van der Vegt / Pixabay

As lesmas e caracóis são conhecidos por causar danos significativos à hortas e jardim. Seu consumo não se limita apenas à folhagem; eles também se alimentam de flores. Esses gastrópodes têm uma queda por plantas com alto teor de proteína, o que parece fazer delas sua escolha preferida. Eles geralmente saem à noite para se alimentar e podem raspar e comer folhas e brotos. Procure por suas trilhas pegajosas nas plantas e ao redor.

Durante o dia as lesmas se escondem em locais escuros frescos e ùmidos, você pode encontrá-las devorando suas plantas a noite após às 22 horas e recolhelas colocando em um pote com sal ou adicionar um pouco de cinzas de fogueiras ou churrasqueiras no solo ao redor das plantas, isso vai mantê-las afastadas.

Insetos que atacam as pragas, mas poupam as plantas

Imagem: Myriams-Fotos / Pixabay

Muitos insetos podem atuar como aliados no jardim, controlando populações de pragas que prejudicam as plantas sem causar danos à própria vegetação. Os exemplos incluem moscas tachinídeas, joaninhas e crisopídeos verdes, que consomem espécies problemáticas como pulgões, cochonilhas e ácaros.

Graduado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas e apaixonado por tecnologia, atualmente trabalho com projetos web e tenho orgulho de ser o idealizador do site Solte a Palavra.