Continua após a publicidade.
ad

As fritadeiras sem óleo, conhecidas como Air Fryers, conquistaram um lugar de destaque nas cozinhas brasileiras. Com mais de uma década de presença no mercado, esses eletrodomésticos ganham cada vez mais fãs pela promessa de uma alimentação mais saudável.

Entretanto, ainda existem questionamentos sobre os reais benefícios dessa forma de preparo dos alimentos.

O que exatamente é uma Air Fryer

A Air Fryer é um aparelho que opera no intermédio entre uma fritadeira convencional e um forno de convecção. Possui uma cesta onde os alimentos são colocados, permitindo que sejam aquecidos uniformemente por todos os lados, o que é essencial para obter uma textura crocante nas preparações.

Continua após a publicidade..

Distinto do método tradicional que submerge os alimentos em óleo quente, neste dispositivo, eles são cozidos através do ar quente que circula de forma contínua, comparável ao princípio de um forno de convecção.

A primazia da Air Fryer é fornecer pratos com características semelhantes aos fritos em imersão, mas com significativa redução na quantidade de óleo utilizada, o que gera curiosidade sobre os possíveis benefícios à saúde proporcionados por seu uso.

Como o cozimento afeta os alimentos

Quando alimentos são cozidos, seja no forno convencional ou na Air Fryer, alterações nutricionais são inevitáveis.

Especificamente, gorduras poli-insaturadas, como os ômegas-3 EPA e DHA, benéficos para o coração e encontrados em peixes, são suscetíveis a mudanças. Um estudo publicado na Science in Asia de 2018 destacou que filés de peixe fritos retinham a menor quantidade de EPA e DHA após o cozimento.

Imagem: Philips

Além disso, outro estudo no mesmo ano apontou para a formação de compostos inflamatórios durante a fritura de salmão, que são oriundos das transformações nas gorduras poli-insaturadas.

Continua após a publicidade..

Embora exista a possibilidade de que o calor intenso em Air Fryers possa acelerar a formação desses compostos inflamatórios, estudos adicionais são essenciais para compreender completamente esses efeitos.

Comparação entre Air Fryer e fritura a óleo

A Air Fryer é a preferência da maioria das pessoas quando comparada à fritura a óleo tradicional. Um dos principais motivos para essa escolha deve-se à quantidade de óleo utilizada durante o processo.

Enquanto a fritadeira convencional utiliza alguns litros de óleo, as Air Fryers demandam pouco ou nenhum acréscimo de gordura.

É indiscutível que o consumo excessivo de alimentos fritos pode levar à ingestão de calorias além da conta. Contudo, a Air Fryer diminui consideravelmente a absorção de óleo pelos alimentos em comparação com a fritura imersiva, o que pode resultar em menor consumo calórico e reduzir o risco de ganho de peso, obesidade e outros problemas.

Ao aquecer o óleo, podem-se formar compostos inflamatórios que se transferem para os alimentos. Com menor retenção de óleo, tem-se também menor presença desses compostos no alimento consumido, diminuindo potencialmente o risco de desenvolvimento de doenças crônicas, incluindo doenças cardiovasculares.

Com a utilização de tipos específicos de óleo, menor quantidade deste pode significar também redução da ingestão de gordura saturada, contribuindo ainda mais para a diminuição do risco de doenças cardiovasculares.

Publicidade

Quando alimentos são expostos a altas temperaturas por períodos estendidos, independentemente de serem preparados por uma Air Fryer ou através da fritura a óleo, podem acabar por conter mais produtos finais de glicação avançada (AGEs) do que em seu estado cru.

Embora a relação entre fritura a ar e produção de AGEs não esteja completamente clara, o consumo elevado desses compostos pode aumentar o risco de doenças crônicas, como diabetes, câncer e Alzheimer.

Imagem: Britânia

O ponto a favor da Air Fryer é no preparo de alimentos ricos em amido, como as batatas. Alimentos tendem a levar mais tempo para cozinhar na Air Fryer do que na fritadeira a óleo, e o amido tende a se degradar em menor quantidade.

Isso significa que, segundo uma pesquisa publicada na revista Frontiers in Nutrition de 2022, a fritura a ar de batatas aumentou os níveis de amido de digestão lenta, o que poderia ter um impacto mais baixo nos níveis de açúcar no sangue — embora seja fundamental a atenção para os carboidratos nos alimentos, mesmo quando preparados por fritura a ar.

Então, a Air Fryer é saudável?

Ao comparar a Air Fryer com métodos tradicionais de fritura, ela emerge como uma opção mais saudável, contribuindo com menos calorias para o produto final. Além disso, especialistas indicam que pode haver menos inflamação associada ao seu uso, o que potencialmente reduz o risco de doenças crônicas a longo prazo.

Quando se trata de comparação com o forno, as diferenças são menos evidentes. A funcionalidade de ambos os aparelhos é semelhante, porém a Air Fryer permite cozinhar os alimentos muito mais rápido.

O determinante para uma alimentação saudável é o tipo de alimento consumido. Alimentos ricos em nutrientes, como frutas, vegetais, grãos integrais, peixes gordurosos e carnes magras, mantêm seu valor nutricional seja na Air Fryer ou no forno.

Cabe ressaltar que a Air Fryer não oferece uma “licença livre” para consumo ilimitado de alimentos de alta caloria sob a justificativa de ser uma opção mais saudável que a fritura por imersão em óleo.

É crucial lembrar que o principal benefício da Air Fryer em relação à fritura tradicional reside na quantidade reduzida de óleo utilizado. Portanto, adicionar quantidades significativas de óleo aos alimentos preparados na Air Fryer pode atenuar seus benefícios.

Graduado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas e apaixonado por tecnologia, atualmente trabalho com projetos web e tenho orgulho de ser o idealizador do site Solte a Palavra.