Compreendendo as mudanças no mundo contemporâneo através da visão de Harvey e da canção de Gilberto Gil

Continua após a publicidade.
ad

O desenvolvimento tecnológico dos transportes desempenha um papel fundamental na maneira como percebemos e experimentamos o mundo ao nosso redor. Neste artigo, iremos explorar a relação entre o avanço tecnológico dos transportes e a sensação de encolhimento do mundo, conforme abordado por David Harvey e na canção de Gilberto Gil. Também iremos analisar as mudanças ocorridas entre o passado e o presente, bem como a possível convergência ou divergência entre o esquema de Harvey e a letra da música de Gil.

Qual e a relação que Horvey faz entre o desenvolvimento tecnológico dos transportes e a sensação de encolhimento do mundo?
Qual e a relação que Horvey faz entre o desenvolvimento tecnológico dos transportes e a sensação de encolhimento do mundo?

1. A relação entre desenvolvimento tecnológico dos transportes e a sensação de encolhimento do mundo

David Harvey, renomado geógrafo e teórico social, argumenta que o desenvolvimento tecnológico dos transportes, como a invenção do avião a jato e a expansão das redes rodoviárias e ferroviárias, encurtou as distâncias físicas entre diferentes partes do mundo. Esse encolhimento do mundo é resultado da velocidade e eficiência com que podemos nos deslocar atualmente, tornando as trocas culturais, econômicas e sociais mais rápidas e acessíveis.

Continua após a publicidade..

Essa ideia é ecoada na música de Gilberto Gil, que destaca a possibilidade de “circular pelo mundo num segundo”. A letra da canção sugere que o desenvolvimento dos transportes permitiu uma maior interconexão entre os lugares, diminuindo as barreiras geográficas e temporais.

2. Mudanças entre o passado e o presente na visão de Gilberto Gil

Na música de Gilberto Gil, podemos identificar algumas mudanças significativas entre o passado e o presente. Por exemplo, a letra menciona a substituição do “carro de boi” pelo “carro veloz”. Isso representa uma transição do transporte tradicional e lento para um meio de transporte moderno e rápido. Além disso, a canção aborda a ideia de “telecomunicações”, indicando a influência das tecnologias da informação e comunicação na forma como nos comunicamos e interagimos globalmente.

3. Comparação entre o esquema de Harvey e a letra de música de Gilberto Gil

Continua após a publicidade..

O esquema proposto por Harvey e a letra da música de Gilberto Gil convergem em relação à percepção de encolhimento do mundo causada pelo desenvolvimento tecnológico dos transportes. Ambos destacam a redução das distâncias físicas e a maior acessibilidade a diferentes lugares.

No entanto, podemos encontrar uma divergência sutil. Enquanto Harvey se concentra nas mudanças geográficas e econômicas resultantes desse encolhimento do mundo, Gil enfatiza a experiência individual e a capacidade de circulação e conexão do indivíduo. Essa diferença de perspectiva pode ser atribuída à formação e abordagem disciplinar de cada autor.

4. A continuação do esquema de Harvey e os exemplos atuais

Embora o esquema proposto por David Harvey termine na década de 1960, é importante estender essa análise para os dias atuais, considerando os avanços tecnológicos ocorridos desde então. Vamos acrescentar exemplos de meios de transporte velozes que estão presentes em nossa realidade contemporânea.

Aviação de alta velocidade: A aviação continua a evoluir, e hoje temos aeronaves comerciais que são capazes de atingir velocidades incríveis. O Concorde, por exemplo, foi um avião supersônico que operou entre 1976 e 2003, permitindo viagens transatlânticas extremamente rápidas. Embora não esteja mais em operação, é um exemplo marcante do avanço tecnológico na área da aviação.

Trens de alta velocidade: Os trens-bala, também conhecidos como trens de alta velocidade, são amplamente utilizados em diversos países, como Japão, França, China e Espanha. Esses trens são projetados para atingir velocidades muito altas, proporcionando viagens rápidas e eficientes entre cidades e regiões. O famoso Shinkansen no Japão é um exemplo notável de trem-bala que revolucionou o transporte ferroviário.

Veículos elétricos de alta performance: Com o avanço da tecnologia e a preocupação com a sustentabilidade, os veículos elétricos têm ganhado espaço no mercado automotivo. Além de serem mais limpos em termos de emissões, muitos desses veículos são projetados para alcançar altas velocidades. O Tesla Model S, por exemplo, é um carro elétrico que oferece excelente desempenho, combinando aceleração rápida com autonomia significativa.

Publicidade

Transporte suborbital: Uma área em desenvolvimento é o transporte suborbital, que visa levar passageiros ao espaço por um curto período de tempo. Empresas como a Virgin Galactic e a Blue Origin estão trabalhando em projetos para oferecer voos suborbitais comerciais, permitindo que pessoas comuns experimentem a sensação de estar no espaço.

Esses são apenas alguns exemplos dos meios de transporte velozes que se tornaram realidade desde a década de 1960. Esses avanços tecnológicos continuam a encurtar as distâncias e a nos proporcionar novas formas de explorar o mundo.

Conclusão

Ao considerarmos a relação entre o desenvolvimento tecnológico dos transportes e a sensação de encolhimento do mundo, tanto o esquema proposto por David Harvey quanto a música de Gilberto Gil trazem reflexões pertinentes. Ambos destacam a importância das inovações no transporte na aproximação de pessoas e lugares, facilitando a circulação de informações, bens e culturas.

Ao expandir o esquema de Harvey para os dias atuais, podemos observar os avanços tecnológicos que transformaram o transporte, proporcionando meios mais rápidos e eficientes de deslocamento. A aviação de alta velocidade, os trens-bala, os veículos elétricos de alta performance e os projetos de transporte suborbital são apenas algumas das realizações notáveis nesse sentido.

Essas transformações continuam a moldar a nossa percepção do mundo, encurtando distâncias físicas e ampliando as possibilidades de conexão global. Porém, é importante ponderar sobre os impactos dessas mudanças no meio ambiente e nas desigualdades socioeconômicas.

O desenvolvimento tecnológico dos transportes traz consigo desafios e questões a serem considerados, como o aumento da emissão de gases de efeito estufa, a dependência de recursos naturais finitos e as disparidades no acesso a essas tecnologias. É fundamental que as inovações no setor de transporte sejam acompanhadas por medidas de sustentabilidade e equidade, garantindo um futuro mais equilibrado e inclusivo.

Em conclusão, a relação entre o desenvolvimento tecnológico dos transportes e a percepção de encolhimento do mundo é uma temática complexa e fascinante. Tanto David Harvey quanto Gilberto Gil abordam essa relação de maneiras distintas, destacando aspectos sociais, geográficos e culturais.

Ao estender o esquema proposto por Harvey para os dias atuais, observamos exemplos concretos de meios de transporte velozes que encurtam as distâncias e proporcionam uma experiência de mundo cada vez mais conectada. No entanto, é fundamental considerar os desafios e impactos associados a essas transformações, buscando soluções sustentáveis e igualitárias.