Continua após a publicidade.
ad

Mesmo que seu rosto ou constituição física não atenda aos ideais convencionais de beleza, você pode ser uma pessoa muito atraente. Aprenda a aprimorar seu charme pessoal, independentemente da aparência.

6 diferenças entre ser bonito e atraente

Última atualização: 31 de maio de 2024

Se você acha que não se destaca pela aparência física, saiba que A verdadeira atração abrange muito mais do que isso. Além disso, embora sejam frequentemente usadas como palavras intercambiáveis, há uma diferença entre ser bonito e ser atraente.

Continua após a publicidade..

Neste artigo falamos sobre as distinções fundamentais entre essas qualidades e damos dicas para ser uma pessoa mais atraente.

Qué significa ser guapo o atractivo

Alguém bonito se destaca pela beleza e aparência física. Esse termo é utilizado para descrever pessoas com corpo e aparência hegemônica: aquela que coincide com os padrões sociais de beleza, de acordo com cada cultura.

Assim, é comum que nos países orientais seja considerada bonita quem tem pele clara e macia, olhos grandes e corpo esguio. Enquanto isso, no Ocidente, uma pessoa com rosto simétrico, constituição magra ou atlética e olhos claros é considerada bonita.

Por outro lado, Uma pessoa atraente reúne uma série de características pessoais e/ou físicas que tendem a despertar interesse e simpatia nos outros. Por exemplo, a maneira como você fala, sua linguagem corporal e seu caráter.

Principais diferenças entre ser bonito e ser atraente

Ambas as qualidades podem coexistir. Não vamos negar, estar no grupo privilegiado de quem é bonito e atraente ao mesmo tempo é algo fantástico. Mas nem todos nós temos essa sorte. Sem mais delongas, vamos conhecer os elementos que fazem a diferença entre ser bonito e atraente.

1. Critério notável

A principal diferença entre bonito e atraente está no foco da atenção. Ser bonito significa ter uma aparência física agradável segundo critérios culturais, mas ser atraente implica mais.

Continua após a publicidade..

A atração engloba uma combinação de aspectos pessoais, onde o carisma e a atitude desempenham um papel importante. Alguém que exala confiança na forma como anda, é gentil e tem gestos espontâneos e naturais, pode ser atraente independentemente de seu corpo atender aos cânones da beleza.

2. Grau de profundidade

Embora a beleza física seja muito valorizada por algumas pessoas, não podemos ignorar que é algo superficial. É por isso que existem aqueles que nos atraem no sentido físico e/ou sexual, mas se não gostamos da sua personalidade, raramente conseguimos uma ligação emocional com eles.

Em vez de, o apelo que vai além da aparência é mais profundo. Nestes casos, o que nos seduz é a forma como a pessoa é por dentro; a forma como ele nos trata, seus valores, sua forma de ver o mundo e agir nele.

3. Nível de subjetividade

Outra diferença entre bonito e atraente é que a percepção do primeiro é influenciada por padrões culturais de beleza, o que o faz tender a ser mais objetivo. Isto significa que, embora haja sempre uma certa subjetividade, a ideia de bonito é amplamente determinada por critérios externos e compartilhado dentro de uma cultura específica.

A atração, por outro lado, costuma ser mais subjetiva. Por exemplo, uma pessoa pode se sentir atraída por alguém que tenha um senso de humor semelhante ao dela, enquanto outra pessoa pode estar mais interessada em empatia e sensibilidade.

4. Temporalidade

À medida que envelhecemos, nosso corpo muda. Aparecem rugas, a pele perde firmeza e o peso oscila. Alguns recorrem a tratamentos de beleza e cirurgias estéticas para contador estas alterações. Segundo critérios culturais, a beleza parece ser exclusiva dos jovens. Então, também é temporário e passageiro.

Agora, o caráter e a atitude tendem a durar mais com o tempo. Assim, talvez uma pessoa de 60 ou 70 anos pareça tão ou mais atraente do que antes. Isto é porque, Embora o corpo mude, os traços de personalidade têm potencial para crescer e se fortalecer ao longo dos anos.

5. Nível de autenticidade

A pressão social para nos aproximarmos o máximo possível dos padrões de beleza nos leva a querer ser o que os outros querem que sejamos. Muitas vezes assumimos aparências que não são as nossas. Podemos nos vestir de acordo com as tendências, alisar o cabelo ou usar a barba de uma certa maneira para nos encaixarmos.

Publicidade

Além disso, a atração está relacionada à autenticidade. Pessoas atraentes são mais fiéis ao seu estilo, demonstram sinceridade e confiança com quem são. Por sua vez, isso reflete uma congruência entre o que projetam para fora e o que sentem por dentro.

6. Impacto nos relacionamentos

Acrescentamos à diferença entre ser bonito e ser atraente o impacto nas relações interpessoais. Ser bonito pode trazer vantagens sociais, abrindo algumas portas com base nas primeiras impressões e na superficialidade. Mas aqui está o desafio: se não houver ligação para além do externo, essas relações correm o risco de permanecer na superfície.

Em vez de, Ter uma personalidade envolvente levaria a laços mais fortes e genuínos. As pessoas que se sentem atraídas por quem você é, além de sua aparência, estarão mais abertas para se conectar com você de um lugar mais profundo.

Como ser mais atraente? (ser bonito ou não)

É claro que não há nada de errado em ser bonito ou em aspirar a ser bonito. Porém, Se seus genes não se enquadram nos ideais de beleza impostos socialmente, isso também não é ruim. É bom que você cuide da sua aparência e faça todas as mudanças que quiser para se sentir confortável com o que o espelho reflete.

Mas lembre-se que a atração não se reduz ao físico. As boas notícias? Sempre é possível trabalhar para ser mais atraente. Às vezes, pequenas mudanças são suficientes. Compartilhamos alguns pontos respaldados por estudos científicos.

1. Cuidado com sua atitude

Ser otimista e ter senso de humor pode torná-lo mais atraente. Isso envolve rir de si mesmo e revelar sua bondade, empatia e autoconfiança. Mas não se trata apenas de acreditar em si mesmo, trata-se também de ser autêntico e se mostrar como você é. Além disso, um estudo descobriu que valores como honestidade, respeito e fidelidade atraem.

2. Preste atenção à sua linguagem corporal

Você não fala apenas com a boca; seu corpo se comunica da cabeça aos pés. Várias investigações sugerem que uma postura corporal expansiva é atraente (com o peito aberto e a cabeça erguida). Evite cruzar os braços, pois isso pode criar uma barreira ou falta de abertura. Sorrisos genuínos e contato visual também são essenciais.

3. Melhore suas habilidades sociais

A capacidade de se relacionar e comunicar de forma eficaz é outro fator chave. Pratique a escuta ativa, a assertividade e a empatia. Conversas interessantes e significativas, onde ambas as pessoas partilham e ouvem, são essenciais para estabelecer uma verdadeira ligação emocional.

4. Cultive suas paixões e busque objetivos pessoais

Pessoas que irradiam entusiasmo e sabem o que querem da vida são as mais sedutoras. Certamente você já foi cativado por alguém que falava com paixão sobre o que o move. Mostrar que a vida não passa por você te torna muito mais atraente aos olhos dos outros, enquanto enriquece você como pessoa.

5. Cuide da sua aparência e higiene

A aparência não é tudo, mas importa. Um fato interessante é que as mulheres ficam mais atraídas por higiene e cuidados pessoais, enquanto os homens se concentram mais na beleza física. De qualquer forma, lembre-se que o objetivo Não é que você siga os padrões. irrealmas que você se apresente de uma forma que o faça se sentir confortável e seguro.

Além da fachada

Usando uma analogia, a beleza física poderia ser comparada à fachada de uma casa. É a primeira coisa que chama a nossa atenção, o que capta imediatamente o nosso olhar. Mas o que realmente define a qualidade de uma casa é o que há dentro, a energia que ela transmite, o conforto e a ligação entre as pessoas que ali vivem.

De forma similar, A verdadeira atração vai além da primeira impressão física. O que realmente nos cativa e nos faz querer ficar com uma pessoa é como ela nos faz sentir.